Nissan testa carro que detecta bebedeira de motorista

August 3, 2007

Amantes da cerveja, cuidado. Um novo carro conceito com sistemas de detecção de bebedeira pode ser mais uma arma nos esforços do Japão em manter fora das ruas motoristas incapazes de dirigir.

Os sensores do modelo da Nissan checam odores, suor e o nível de atenção do motorista, emitindo um alerta sonoro a partir do sistema de navegação e travando a ignição se o motorista bêbado insistir em dirigir.

Os sensores de odores nos bancos do motorista e do passageiro identificam níveis de álcool enquanto um detector na alavanca do câmbio mede a transpiração da palma da mão do motorista quando ele liga o carro.

Outras montadoras que testam sistemas de detecção incluem a sueca Volvo, que desenvolveu uma tecnologia na qual os motoristas precisam soprar uma unidade medidora instalada no cinto de segurança antes de darem partida no motor.

Mas o carro da Nissan inclui uma câmera que monitora o nível de atenção do motorista por meio de escaneamento de seus olhos. O sistema toca um sinal sonoro e emite uma voz em japonês ou inglês que manda o motorista encostar para dar um cochilo antes de prosseguir na viagem.

A tecnologia do carro ainda está em desenvolvimento, mas o diretor-geral Kazuhiro Doi afirma que a combinação de sistemas de detecção vai no final acabar mantendo um olho em quem está atrás do volante.

“Colocamos detectores de odor e um sensor de suor no câmbio, mas, por exemplo, se o sistema for contornado por um passageiro que aciona a alavanca em vez do motorista, temos o reconhecimento facial”, disse Doi.

Também para manter os motoristas na linha, os cintos de segurança do carro se apertam se folgas foram detectadas. Enquanto isso, outro sistema monitora se o carro está mantendo-se dentro da faixa de rodagem da rua.

A terceira maior montadora do Japão não tem um prazo específico para o lançamento do modelo, mas pretende usar toda a tecnologia para reduzir o número de vítimas em acidentes que envolvem seus veículos pela metade até 2015, em relação aos níveis de 1995.

Doi afirma que a Nissan ainda tem que definir exatamente o nível de incapacidade do motorista para que o sistema atue de maneira eficaz. “Se você bebe uma cerveja, o carro vai registrar, então nós precisamos estudar qual o nível apropriado para que o sistema seja ativado.”

Fonte : Reuters Brasil

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: